quarta-feira, julho 19, 2006

Zumbidos do Espaço para Mocos e Surdos

Apontando para os ouvidos com os indicadores o Coroneu avançou para o trabalhador que desligou o martelo pneumático a entender:
- Mas eu há 15 anos que ando nisto e nunca usei nada disso homem.
- E ouve bem?
e o trabalhador
- Hã?
e o Coroneu
- Se ouve bem.
e o trabalhador
- Se não vou aonde, não vou, agora é mau de largar.
e o Coroneu
- Bom você é que sabe.
e o trabalhador
- Está bem, mais tarde ainda vá.
e o Coroneu afastando-se
- Então saudinha.
e o trabalhador reiniciando o pneumático
- Sim, pela tardinha que é boa hora.
E o Coroneu afastou-se apontando para os ouvidos com os indicadores e ouvindo a voz do trabalhador sobreposta ao fura fura do martelo:
- A gente logo conversa home, mas há 15 anos com isto e até oiço os mosquitos do espaço.